.

A quem interessar possa

segunda-feira, agosto 30, 2004

Aiaiaiaiai

Não, eu não estou escrevendo duas vezes num dia só por falta do que fazer. Hoje realmente aconteceu bastante coisa. Quando assistia pela primeira vez à aula de Probabilités pour Ingénieurs (que equivale a modelos), me dei conta de que o conteúdo era muito semelhante ao de Methodes Statistiques Pour Ingénierie (Que eu achava que seria equivalente a inferência estatística), e depois me dei conta de que já tinha sido prevenido disso pelo coordenador daqui, mas tinha esquecido disso antes de mudar o programa de estudos pela segunda vez.

Mostrei o plano de estudos pro professor e ele disse que realmente as duas eram quase a mesma coisa, então ele me recomendou falar com outro professor, que me sugeriu Análize aplicada (muito parecida com sinais e cálculo 4), ao que eu respondi "não, obrigado". Aí, ele me perguntou pq eu não fazia logo todas as matérias da Elétrica, eu expliquei aquela longa história...acabei decidindo pegar PO esse período, não no próximo, pra pegar PO2 período que vem. Dei uma olhada nos horários, e já deu pra encaixar no meu horário (tive que mudar quase todas as turmas). Agora tenho que rezar pra que haja vagas em todas as turmas, ou chorar muito pra eles me colocarem na frente da fila, ou escolher outra matéria.

Finalmente surgiu alguma coisa mais importante que a compra do computador. Vai abaixo mais uma historinha que aconteceu ontem.

Fui a um bar onde toca música brasileira pra comemorar aniversârio da Véronique, aquela que estava fazendo intercambio na PUC período passado. Pra variar não tinha cardápio, e tivemos que perguntar o preço de todas as cervejas. Labatt por 2.50? Vai essa mesmo: 3 ! Quando o cara chega com as garrafas, me cobra 11,25$. Achei que tava meio caro, e ele me explica que 2.50 era pelo copo, que a long neck era mais cara 3.75$ (ficou meio difícil de entender pq a caixa de som tava do meu lado) . Fiquei puto, paguei a facada, ele me olhou e disse que faltava a gorjeta. Depois dessa palhaçada escutei mais uma vez, "Bienvenu au Québec" (rolou o flashback da velhinha no ônibus). Depois ele me deu uma dose de amareto com tabasco por conta da casa, ou dele, e eu fiquei mais calmo (alguém já tomou isso? fica muito estranho, mas bom ainda assim).

Grande abraço pra todos que aguentaram ler isso até o final!

Pra nao perder o hábito

É, realmente o fotolog tirou um pouco do meu ânimo pra ficar escrevendo aqui, mas ainda há coisas que as fotos nao podem ilustrar. Sexta feira teve uma festinha aqui na poly, com cerveja liberada e entrada franca (????)! Não sei de onde eles tiram dinheiro pra isso mas td bem, tomei duas cervejinhas, (nao é muito legal ficar enchendo a cara as 18h) conversei com um pessoal e eis que quando vou embora me oferecem mais uma.
Fora isso, o fim de semana girou mais em torno do festival de cinema. Vi um tal de "Fame", musical meio velho, e "La grande Seduction", comédia daqui mesmo recente e bem legal.
Domingo eu liguei pra casa do André crente que todo mundo estaria lá no churrascão e descobri que o churrasco foi no sábado. Chega de tentar falar com meus amigos nos aniversários deles que isso não está dando certo.
Li no jornal da polytéchnique que as pessoas costumam dizer que a "graduação na poly pode ser os piores 4 anos da sua vida ou os 7 melhores". Fui na feira de livros usados da poly e não encontrei nada que me servisse, então vou procurar os melhores preços pela internet pq não vale muito à pena ficar comprando livro traduzido pro francês.

quinta-feira, agosto 26, 2004

Aulas

Volto a escrever, pq o mundo nao é feito só de imagens. Ontem foi o dia de acolhida dos novos alunos. Fui amarradao, crente que ia ter uma recepção pros alunos estrangeiros e quebrei a cara. Os alunos de intercâmbio foram misturados aos calouros e a gente ficou fazendo uma série de atividades de calouros. Nada contra os calouros, mas eu quero (e preciso) me integrar com os alunos que vão fazer os mesmos cursos que eu, não com os calouros. Eles explicaram que misturaram os alunos estrangeiros aos calouros porque os alunos franceses costumavam se enturmar apenas entre si, sem se integrar com os canadenses.

Uma coisa que me irrita muito aqui é que 90% dos alunos estrangeiros são franceses e por isso toda vez que se referem aos estudantes de intercâmbio parece que estão se dirigindo exclusivamente aos franceses, o resto é como se não existisse. Um integrador (veterano) viu que eu era brasileiro e achou estranho: "ué, mas não se fala francês no Brasil!", Os caras são incapazes de perceber que tem muito estrangeiro que fala francês. A PUC é entupida de alunos estrangeiros e não tem um português lá.

Teve uns pontos positivos: conheci alguns dos integradores que talvez estejam nas mesmas turmas que eu, vi apresentações dos comitês informações sobre as festas e tal, mas tive que ver explicações sobre cursos que eu nao vou fazer. Os comitês daqui são muito variados e muito desenvolvidos, tem uma equipe de televisão, rádio, festas, shows, fotografia, teatro, esportes, gente fazendo as últimas coisas que se poderia esperar de alunos de engenharia. Talvez eu me junte ao comitê de fotografia, vou ver.

Ontem corri pra compusmart pra ver se ainda dava pra comprar o computador (Compaq, athlon XP 3000). Cheguei lá quase na hora de fechar, o computador ainda estava lá com o mesmo preço, tudo certinho, mas na hora de passar o cartão de crédito fui recusado. Espero poder resolver isso rápido.

Hoje começam oficialmente as aulas mas recebi um e-mail dizendo que não haverá aulas hoje nem amanhã, mas sem especificar de que cursos. Como eu faco cursos de depertamentos e trimestres diferentes, não sei se isso se aplica a todas as matérias. Então to vindo aqui só de precaução.

Segura as pontas, Reinaldo...
Abracos para todos, especialmente pras pessoas que ainda nao comentaram.

segunda-feira, agosto 23, 2004

Programa de Inuit

Sexta feira passada eu fui gentilmente convidado pela Stéph a uma festa de uma amiga dela da compania de danca. Antes de chegar lá, convidei todo mundo da residencia (nao moro mais la, mas ainda passo pra ver os amigos). Fomos eu, samantha, hupsel, Felix (alemao), Alex (suico), Gael (belga), Andrew(aussie), e um libanes cujo nome eu nao lembro. Fizemos um pre-night nm bar e fomos pra festa.
Entrando na festa tinha um pessoal bem diferente, mas a gente tá aqui pra isso mesmo. Depois de algum tempo, a Stéph me diz que deve ter alguma apresentação e entra um cara raquítico em trajes sadomasoquistas cantando uma música... olhei pra cara de espanto de todo mundo, inclusive da Stéph. No final, a gente acabou rindo muito disso comendo cookies no Tim Hortons, alguns não conseguiram levar muito bem, mas os que ficaram até o final pelo menos tiveram uma boa história pra contar.
Sábado foi a festa de despedida do David (alemão), que vai pra québec. Fomos a uma boite chamada Nexxt, nada de mais nem de menos (pra falar a verdade podia ter menos homens).
Ontem, domingo, fomos ao Parc Mont Royal ver mais uma batalha de nerds e depois fomos ao Festiblues de Montreal. Vimos duas bandas, e eu comprei 2 camisas (pq eu tava de camiseta e comecou a esfriar) e um cd por 15$, uma pechincha pensando bem. Aqui algumas coisas sao mais baratas que no rio: essas boites, por exemplo tem entrada em media 10$ (nada se comparado aos usuais R$35 no rio)
Abracos pra todos

sexta-feira, agosto 20, 2004

o fim está próximo

Daqui a pouco acabam as férias, e eu já me mudei pra casa da dona Suzanne em petite Italie. O quarto é muito confortável e a Suzanne colocou umas luminárias a mais pra ficar mais fácil estudar, mas vou sentir falta da turma da residencia.
Hoje conferi meus horários e vi que tenho dois laboratórios ao mesmo tempo, vou ter que resolver isso.
Nao espero que o fotolog vá esvaziar o blog pq sao assuntos diferentes. Certamente vai ter gente que prefere so ver as fotos em vez de ficar lendo sobre meu cotidiano que nem sempre é tao interessante assim, mas como eu nao tenho anunciantes, nao ligo muito pro ibope.
Desde que Samantha e Hupsel chegaram, eu tenho passado mais tempo passeando, tirando fotos e pesquisando computador, a rotina está mais parecida com aquela de quando eu cheguei. Agora tenho que me preparar pras aulas.
Hoje tem uma festa de uma amiga da Stéphanie parece que é isso que eu vou fazer hoje.
Continuo olhando computador pra comprar, alguém aí tem um computador com processador celeron pode me dizer se ele vale à pena ou se é fria? O que torna muito dificil planejar qualquer compra por aqui sao os impostos. Meu amigo bostoniano disse que as coisas aqui sao, em geral, mais baratas que nos EUA, mas se tornam mais caras depois que a gente acrescenta 15% de impostos. As melhores ofertas até agora sao o Toshiba Sattelite pentium 4 2.8GHz 512Mb ram e 40Gb de HD por1700$; e o HP que tem processador pentium 4 3.0GHz,512Mb ram e 60Gb no HD mas que custa 1800$. Abaixo dessa faixa só se o processador for celeron ou Athlon (que nao é ruim, mas fica dificil de comparar com o intel pq segue um padrao diferente). Espero palpites úteis nos comentários...
Abracos para todos os que ainda leem este blog.

segunda-feira, agosto 16, 2004

Accueil

Hoje foi a acolhida dos alunos estrangeiros na Poly. Samantha, depois vc tem que passar no registrariat pra pegar suas coisas.
Deu pra conhecer um pessoal legal, e a maioria dos alunos estrangeiros é francófona (mais de dez franceses, um suico, tres alemaes até agora, mais um belga e um mexicano que estao na minha residencia) .
Abri um fotolog (www.fotolog.net/mauro_lustosa) e ja coloquei duas fotos. Eu tenho tirado fotos demais, acho que esse ritmo de publicacao (uma por dia no maximo, pelo regulamento do fotolog) é meio lento, eu vou procurar algum outro lugar pra hospedar minhas fotos ou abrir varias contas de fotolog...
Fiz uns videozinhos, nao sei qual seria a melhor maneira de disponibilizá-los.
Ontem fui ao Parc mont royal e tirei varias fotos dos nerds, da percussao, so esqueci de aparecer nas fotos...

sexta-feira, agosto 13, 2004

Ferias

Hoje terminou o curso de Frances, logo estou de ferias até dia 26! Botei algumas fotos na minha conta do yahoo. vcs podem acessar em http://br.photos.yahoo.com/maurolustii .
Vou abrir uma conta no fotolog pra ficar mais facil.

domingo, agosto 08, 2004

Dia dos pais

É hoje o dia dos pais? Se for, feliz dia dos pais pro meu, sinto saudades.
Fechei com a velhinha. Achei que era a opcao mais segura, e se eu nao gostar muito da vovó pelo menos o quarto é confortável com pia, geladeira e eh barato sem ser muito longe da faculdade. Qualquer problema eu procuro outro.
Ja faz 2 semanas que eu estou aqui. Tenho aproveitado o tempo apesar do curso de francês da universidade nao ser o que eu pensava, mas ta comecando a ficar muito chato ver as coisas por aqui sem poder tirar fotos. Espero poder comprar uma durante esta semana, senao chega o inverno e nao vai ter mais nada de bonito pra fotografar. Tem um colega aqui na residência (que foi embora ontem) que comecou a falar sobre o inverno em Boston (cidade dele) e eu fiquei um pouco apavorado com as expectativas.
Québec é muito bonitinha e tudo mais, mas nao deu pra aproveitar muita coisa em só um dia. Passei no museu inuit (esquimó) mas tava quase fechando e custava 4$. Acabei vendo só o museu do Chocolate (mais uma loja para turistas que um museu), o museu da civilizacao e uns shows na rua (tava acontecendo o festival da Nova-Franca). Vou ver se consigo publicar umas fotos. Hoje nao tem muita coisa pra fazer, entao vou ao cinema com o pessoal da residência.
Nao consigo falar por telefone nem com meus pais nem com minha irma. Alice e Hugues, onde estao vcs???
Domingo passado fui com uma turma ver umas bizarrices que acontecem aos domingos no Parc Mont Royal.
1-A Batalha dos Nerds: Uns nerds se fantasiam de guerreiros medievais (ou algo parecido) e travam interminaveis batalhas com espadas de borracha ou espuma, muito muito engracado.
2-Tamtams: Um bando de malucos traz seus tambores e fica batucando a tarde inteira em frente a uma estatua (Nao lembro se eh do Jacques Cartier), enquanto outros ficam dancando...parece um ritual indigena.
3-Torneio de Footbag: Footbag eh nada mais nada menos que embaixadinhas com uma bolinha de pano que nao quica muito (alguem lembra de california games?). Acho que tem algumas pessoas que fazem isso no brasil, mas aqui o pessoal exagera, é realmente malabarismo com os pés, inacreditável). O footbag competitivo eh como o futevolei, mas com essa bola de pano, quadra menor e rede mais baixa. O jogo acaba ficando muito mais rápido e agressivo, com cortadas e chutes que lembram Taekwondo, inclusive alguns acidentes entre os jogadores.

Tem umas fotos disponiveis NESTE LINK, nao apareco em nenhuma delas. Foram tiradas pelo irmao do Sam (americano de Boston que estava na residência mas já foi embora), e eu nao estava presente em algumas das ocasioes nas quais foram tiradas, mas sao um bom relato do que acontece por aqui.

terça-feira, agosto 03, 2004

Atualizando

Ultimo post era aniversario do Barros e eu nem me dei conta, parabens!!
Tenho dedicado todos os meus dias a procurar um apartamento. Eis as opcoes que passaram pelo meu crivo.

1 Jean Talon (estacao Jean Talon)
Pros: Fica perto da universidade e do centro da cidade, eh bem barato (250$). Tv, telefone, agua quente e calefacao.
Contras: Tem um traveco, e deus sabe como sao os outros colocatarios. Tb eh meio pequeno.

2 Petite Italie (estacao Beaubien)
Pros: Confortavel, num apartamento bonito com mesa geladeira e pia particulares, televisao, telefone, agua quente e calefacao. Eh perto o suficiente da universidade e do centro e barato (300$), vai ter mais um colocatario.
Contras: Petite italie nao eh tao charmosa qto o nome sugere, e tenho medo que a velhinha (proprietaria que mora la) va querer impor muitas regras.

3 Saint Joseph (Laurier)

Pros: Localizacao perfeita e todo arrumadinho, apartamento inteiro com quarto sala cozinha e banheiro.
Contras: Eh caro pra cacete (575$)


4 Barkley-Cote Saint Luc (Estacao Snowdon)

Pros: Tudo tudo tudo incluido, inclusive computador com internet de alta velocidade, TV e telefone com secretaria eletronica, e ainda eh bem barato (400$)
Contras: Leva uns 40 minutos pra chegar na universidade, eh longe do metro e do ponto de onibus) e ainda fica num bairro meio esquisito (uma especie de Harlem canadense, sem a violencia aparentemente, mas o povo me olhou com uma certa suspeita)

5 Jean Talon 2 (Ibervile)

Pros: Quarto confortavel, os proprietarios sao um casal jovem bem simpatico, diz nao estar nem ai pro que eu fizer dentro do meu quarto. Tem computador (Deles) e acesso a internet, alem do basico (eletricidade, agua quente , calefacao...). Fica bem perto da universidade (de metro) e nao eh muito caro (400$). Muito bem localizado, e tem mais dois colocatarios estudantes.

Contras: O dono eh musico e escultor e o apartamento eh cheio das obras dele (troncos de mulheres nuas, nada mal...) , a mulher dele eh cabelereira (tem um salao do lado) e os dois parecem muuuuito doidos, talvez demais. Nao sei exatamente o que mais rola la dentro, se vai ter muita zona. Eu nao posso usar o telefone deles (pq eh o telefone do salao dela).


Sabado eu fiz umas comprinhas no supermercado, pra ver se eu gasto menos dinheiro com jantar. Comprei 1Kg de erva-mate por 4$50 (nao foi muito barato, mas sai quase de graca em comparacao com qualquer outra bebida), escalopinho de porco, macarrao chines, ovos, pao e um negocio que eu pensei que era leite mas... nao eh. Tem um gosto horrivel e 35% a mais de calcio. Eu bebo um copo por dia, num gole soh pra nao dar tempo de sentir o gosto e rezo pra que seja realmente saudavel. Espero que nao va me dar pedra nos rins.
Estou adorando ficar no LAMIMO (Maison Internationale de Montreal), o povo daqui eh muito legal e a gente sai muito junto.
Ontem fui a um pub com um alemao daqui, um amigo mexicano e uma amiga brasileira dele. A gente pediu uma cerveja chamada Rickards Honey Brown. Eu achei um nome estranho e perguntei pra garconete se nao era um desses "Girly Drinks". Ela respondeu " No, I'm sure it's a real MAAAAN's drink...". Nao estou muito acostumado a ser sacaneado por garconetes, mas depois piorou. A gente foi pagar a conta, que deu 8$04, colocamos o dinheiro na mesa mais 15% de gorjeta (que eh o padrao obrigatorio aqui). Quando a garconete viu que tinha 4 moedas de 1 centavo ela disse "Sincerely I don't think I need the pennies". Ser sacaneado tudo bem, agora como eh que a mulher vem e diz que nao precisa dos meus pennies (em portugues pega pior ainda...). Resultado, eu vou acumulando moedas de um centavo que o telefone publico nao aceita, a garconete nao aceita, nem o sujeito que toca saxofone no metro aceita.
Mais uma coisinha. Segunda eu descobri que a semana passada inteira eu estava usando o sistema de transporte daqui ilegalmente, usando um passe pra criancas (que custou 9$). O que vale pra mim eh o de 18$. So vou poder pegar a carte privilege pra estudantes quando as aulas comecarem.
Sabado eu vou fazer uma excursao pra cidade de Quebec oferecida pela UdeM aos alunos do curso intensivo de frances (30$) espero que nao chova.

Tentei botar um link pras fotos do churrasco mas nao ta dando certo, tenho que olhar isso com mais calma.

Abracos pra todos