.

A quem interessar possa

sábado, novembro 12, 2005

A verdade por trás

 
Este é um trecho do livro "Tantra, o culto da Feminilidade" de André Van Lysebeth. Se todos soubessem, teria muita gente apagando a tatuagem. Posted by Picasa

sexta-feira, novembro 11, 2005

Mais Jedaísmo

Na falta de algo interessante pra acrescentar, vou continuar divulgando as besteiras escritas por outros. Pra quem gostou das minhas viagens sobre a religião jedi, acho que isso fecha a questão. Só não me perguntem como que eu acabo encontrando estas pérolas.

terça-feira, novembro 08, 2005

Haroldo // Tyler Durden??

É mais ou menos isso, ainda não terminei de ler, mas não quero correr o risco de esquecer o endereço. Muito interessante.

sexta-feira, novembro 04, 2005

A Lista de Rego

Eu poderia dizer que é inspirada pelo filme "Alta Fidelidade", mas não é. Eu vi o filme faz muito tempo, e desde o início achei que a mania do cara de listar os 5 melhores de todas as categorias era um porre. Acho que todos os superlativos são injustos - fora os casos como "o átomo mais simples é o de hidrogênio" - e que ninguém que não conheça todos os candidatos pode dizer qual é o melhor.

Foi o Rego que me mostrou que a idéia da lista não é ser justo, e sim delinear seu gosto pessoal. Uma lista perfeitamente subjetiva não tem a obrigação de ser justa com ninguém. Esta é a minha opinião, posso estar errado, e daí? Quem não conhece o Rego, pode dar uma olhada no blog dele (nos links à direita em baixo da minha foto), que, cá entre nós, é muito mais vibrante que esse aqui.

Apesar da minha falta de paciência e memória para lembrar detalhadamente a sensação despertada por cada canção, decidi fazer o que o Rego não teve competência para fazer, listar as dez mais da MPB.

A tarefa não é fácil. O primeiro obstáculo, como ele disse, é encontrar uma que se destaque para o primeiro lugar. A única solução para vencer o obstáculo era buscar 10 músicas e depois ordená-las. O segundo obstáculo é mais complicado: eu não sou um devorador de mpb. O Chico Buarque me faz dormir, Tom Jobim se vendeu e ainda estragou O Trem Azul, Vinícios de quê? e ainda não descobri o que é João Bosco. Eu vejo a Bossa Nova como uma tentativa de branquear o samba para facilitar a exportação. Ri quando ouvi a Bebel Gilberto cantando ao fundo de uma cena de "Closer".

Mas as músicas foram vindo à minha cabeça: Take it Easy my Brother Charles, O Último Romance, Aquarela, Aquarela do Brasil, Um Girassol da Cor do seu Cabelo, O Patrão Nosso de Cada Dia, As Rosas Não Falam, San Vicente, Águas de Março, O Que Será (é esse o nome da música?). Nem perdi meu tempo julgando se estas são realmente as melhores músicas de cada artista, e sim, forcei a barra pra ninguém ter duas músicas na lista e para não deixar o Tom Jobim e Chico do lado de fora (afinal, temo retaliações, apesar de não ser muito fã dos dois).

O truque para não emperrar do primeiro foi começar do 10, e assim me livrei das Águas de Março, que só está na lista por obrigação; 9-... fora chico; 8- "As Rosas não Falam", a primeira (ou última) da lista que realmente me emociona; 7- "Aquarela", O Toquinho fica devendo essa ao comercial da Faber Castell, 6- "San Vicente", porque Milton Nascimento é incomparável; 5- "Um Girassol da Cor do Seu Cabelo", para que, pelo menos nessa lista, Lô Borges saia na frente de Milton; 4- "O Patrão Nosso de Cada Dia", e foi aí que eu percebi que estava apenas colocando as mais obscuras na frente das mais manjadas, mas Secos e Molhados é foda e ponto final.

As 3 primeiras posições começaram a me incomodar: 3- "Take it Easy my Brother Charles" porque sintetiza todas as qualidades de Jorge Ben, e esse cara não poderia ficar fora do pódio; 2- "O Último Romance" porque é até hoje a melhor da mpb neste século (para mim, Los Hermanos é mpb); 1- "Aquarela do Brasil" pois concluí, no ano que passei fora, que esta música é o símbolo da MPB no mundo (alguns acham que se chama "Brasil"). Alguém pode falar, com razão, que "garota de ipanema" é mais famosa, mas eu não gosto dela.

Acabou que a lista ficou assim:

1- Aquarela do Brasil - (Ary Barroso)
2- O Último Romance - Los Hermanos (Rodrigo Amarante)
3- Take it Easy my Brother Charles (Jorge Ben)
4- O Patrão Nosso de Cada Dia - Secos & Molhados (João Ricardo)
5- Um Girassol da Cor do seu Cabelo - Clube da Esquina (Lô Borges)
6- San Vicente - Clube da Esquina (Milton Nascimento)
7- Aquarela - Toquinho
8- As Rosas Não Falam - Cartola
9- Águas de Março - Tom Jobim
10- O Que Será - Chico Buarque

Porra, mas essa lista está super injusta, não tem nenhuma do Gilberto Gil, nenhuma do Caetano! Sim, se a vida não é justa, por que a minha lista teria que ser? O problema é que esses caras fizeram música demais, e pela lei da oferta e da procura acabaram se desvalorizando.

Na verdade a idéia original era mandar isso por email diretamente pra quem começou a discussão, mas teria menos graça. E também, eu precisava de algum assunto pra tirar meu blog das moscas. Não que vá deixar de ficar às moscas, mas pelo menos as moscas terão algo de novo pra ler.