.

A quem interessar possa

sábado, abril 26, 2008

Coisas que eu aprendi na cozinha

Não é a primeira vez que eu saio de baixo das asas da mamãe, como pode ser conferido nos primeiros posts deste blog (alguns vergonhosos pela ortografia, já que na falta de um teclado que aceitasse acentos eu tive que me render ao miguxês algumas vezes). A diferença é que agora eu não estou mais sozinho e não posso comer apenas o lixo que eu comia naquela época. E assim aprendi algumas coisas úteis.

  1. Lasanha não permite ganhos de escala. Não se meta a preparar lasanha em grandes quantidades e guardar para as semanas seguintes.
  2. Talvez valha a pena investir R$200,00 a mais numa boa panela de pressão. A panela de pressão é sua amiga. Tudo que pode ser feito na panela de pressão permite valiosos ganhos de escala.
  3. Um bom salsichão custa tão caro quanto um bom filé mignon. É claro que eu não estou falando de salsicha para cachorro quente. E se é de conhecimento geral que é melhor não saber de quê são feitas as salsichas, estou começando a ficar com muito medo de descobrir o que faz a diferença entre uma boa salsicha e uma salsicha vagabunda.
  4. Lasanha e salsichão são iguarias para raras ocasiões, a primeira pelo trabalho e o segundo pelo preço. É uma pena, o salsichão estava para as carnes como o miojo estava para as massas, e está para ser totalmente eliminado da minha dieta.
  5. A forma mais fácil de perder peso é eliminar o leite no café da manhã. Pode não fazer muita diferença, mas é melhor que cortar a cerveja. Se não funcionar, a forma mais "macha" de fazer dieta é tomar tudo sem açúcar -- melhor que cortar a gordura.

domingo, abril 06, 2008

Piada racista em comercial, pode?

Me surpreende que em tempos de Secretaria Especial para Promoção da Igualdade Racial, cotas em universidades e dia da consciência negra um comercial desses não provoque passeatas, quebra-quebra, campanhas de boicote e pedidos de desculpas publicados nos jornais.

Reparem no vídeo a hora em que aparece um homem negro dizendo: "Todo preto queria ser assim: Rico, branco e uns 5 anos a mais de escolaridade" Fiquei chocado ao ver uma cena de racismo tão flagrante no horário nobre.

correção: Desculpem-me, parece que eu me enganei. O comercial não faz piadas racistas com negros. A piada sacaneia o japonês, então pode.

Marcadores: ,

quinta-feira, abril 03, 2008

Mudanças

Minha fiel legião de leitores deve estranhar alguma coisa de diferente por aqui. Sim, eu finalmente tirei os vergonhosos quatro pontos de exclamação que figuravam no título. Apenas recentemente notei esta miguxisse flagrante, e foi preciso eliminá-la rapidamente. O miguxês deve ser combatido, antes tarde que nunca.

Enquanto removia a exclamação redundante percebi que o título inteiro é ruim hoje em dia. Esse blog não tem mais nada a ver com o Quebec, talvez eu devesse procurar um nome novo. O endereço também poderia ser outro. Claro que muitos dos meus assíduos leitores ficariam confusos, teriam que atualizar o leitor de feeds, e eu perderia o poder da marca junto com os milhares de dólares que dela provém todos os meses. Vou ponderar os potenciais ganhos (milionários por sinal) e o prejuízo (estou certo de que haverá algum, mas nada que meu pujante empreendedorismo não possa compensar rapidamente).